sexta-feira, 22 de junho de 2012

P´rá menina e p´ró menino

 Em 1901, um  urso era ídolo de uma banda desenhada do Washington Post. O sucesso foi tal, que no ano seguinte  Teddy  se transformou em boneco de peluche com pernas e braços articulados.Foi uma revelação e uma revolução nas brincadeiras das meninas. E começaram a surgir, então, os hospitais das  bonecas, para tratar de ursinhos decepados em brigas e brincadeiras.
Para os meninos tinha aparecido no ano anterior, em Inglaterra, o Meccano. Um jogo de construções em peças de metal, que fazia as delícias dos engenheiros de palmo e meio e só seria destronado, muitos anos mais tarde, pelo Lego.
Se faço referência a estes dois brinquedos é porque alguns consideram que a sua aparição marcou o brinquedo sexista. Como se na Antiga Grécia, os meninos não brincassem com carrinhos e espadas e as meninas com bonecas! 
Enfim, há sempre quem goste de pensar que o mundo começou no século XX!


4 comentários:

  1. Também tive um urso de peluche (pelúcia, dizem que é o vernáculo), só que muito mais antigo que o da foto, que é já todo modernaço. O meu era todo castanho (à exceção de nariz e olhos pretos), e era rijo, nada de molicho e fofinho como este aparenta ser. :)))

    Mecanos nunca tive, legos sim, e tanto eu como a minha irmã gostávamos muito... :D

    ResponderEliminar
  2. Não há brinquedos sexistas, há é pais sexistas :)

    Beijinhos amigo Carlos.

    ResponderEliminar
  3. CARLOS, por coincidencia, guardo um ursinho igual a este.Gosto sim, de bichinhos de pelúcia.

    ResponderEliminar
  4. O que eu brinquei com o Meccano!!!

    ResponderEliminar