segunda-feira, 2 de julho de 2012

Brincadeiras de praia

Como hoje é segunda -feira, a rubrica é dedicada a brincadeiras de praia.
Nem desconfio quem terá sido o autor da ideia de pegar num prego e transformar aquilo num jogo ( Se algum dos leitores puder dar um contributo, agradeço...) com posições como palmas, costas, campainhas, flechas e outras que também já não recordo.
O jogo do prego era muito popular, especialmente entre as meninas e lembro-me de algumas que eram verdadeiras artistas na arte de o  manejar.


Eu preferia - como quase todos os rapazes-  manejar as sameirtas e prepará-las para disputadas corridas em pistas construídas na areia ( ou na rua....)



5 comentários:

  1. Esse jogo do prego não conheço. As sameiras sim, claro. Em castelhano chamávamos "chapas" e em galego "cunchas".

    ResponderEliminar
  2. Modéstia à parte, eu era especialista no jogo do prego. Depois, quando começaram a surgir os de plástico, a coisa não correu tão bem pois o peso não era o mesmo. Por isso, lá continuei a usar o de ferro. Fazíamos verdadeiros campeonatos entre os vizinhos das barracas, na Figueira.

    Não se esqueça do jogo do ringue ou já falou dele?

    O meu irmão também jogava as caricas em terra batida.

    Bons tempos! Acreditávamos que a noite nunca caía!!!

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  3. Tal como a nossa amiga Laura também eu era boa no jogo do prego, mas nunca tive os de plastico, foram sempre de ferro,
    também joguei muito às caricas.
    Quando tudo fazia mais sentido, não só as brincadeiras como as próprias amizades.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  4. E os berlindes ? não eram na praia mas que no Verão faziam uma barulheira no soalho , disso lembro. Tenho um saquinho com alguns lindos.Para meu espanto vi um destes dias numa loja dos chineses , de vidro!

    ResponderEliminar