segunda-feira, 23 de julho de 2012

Figuras da praia

O "Homem dos Barquilhos" era sempre recebido com uma grande saudação. Eu era azarado, por isso o meu irmão- bastante sortudo- era por vezes "obrigado" a partilhar comigo a sua sorte.

4 comentários:

  1. Carlos
    Não recordo este objecto!
    Nós irmãos existem sempre uns com mais sorte nestas coisas de putos.
    Boa semana

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. Não faço a mínima ideia de que engenhoca se trata esta coisa que precisava de tanta sorte...
    Barquilhos seriam línguas da sogra?
    Deixaste-me completamente à nora, Carlos!

    Beijinho...

    ResponderEliminar
  3. "Olh'ó barquilho, a bolacha americana"...
    Que delícia.

    ResponderEliminar
  4. Aqui, nas terras de Cabral, chamavam-se "Bijus" e em questão de sorte... tadinha de mim! Não me lembro de ter ganho um só bijuzinho. E nem tinha irmã sortuda para partilhar comigo os seus... rs... Bons tempos!...

    ResponderEliminar