quinta-feira, 2 de agosto de 2012

From London with love (3)




Não me lembro rigorosamente da data. Recordo, apenas, que era uma daquelas tardes londrinas em que o sol despontava timidamente e que em Portugal Abril ainda não amanhecera com cravos nas pontas das G3 e um sorriso de esperança aflorando em cada rosto.

Nas imediações de Marble Arch, um "homem- sandwich" publicitava a abertura de uma nova discoteca, quando passaram por mim duas senhoras portuguesas, iguais a tantas outras que à época repartiam o seu tempo entre as "boutiques" que possuíam em Lisboa ou no Porto e as compras em Londres ou Paris, de onde traziam "modelos únicos" com que recheavam as lojas, para encanto das suas clientes. Com um ar reprovador, olhavam para o "homem-sandwich" e da boca de uma delas saiu a seguinte frase: "Ao qu’ isto chegou! O que uma pessoa faz para ganhar a vida...". E lá seguiram, lamentando-se da pobreza que grassava em Londres e da falta de dignidade das pessoas, que se sujeitavam a fazer publicidade naquelas condições.
Penso muitas vezes naquelas senhoras. Se ainda forem vivas, o que dirão de Portugal?

6 comentários:

  1. Indeed... Talvez ainda digam que ao menos ninguém se veste de sanduíche, algumas coisas nunca mudam...

    ResponderEliminar
  2. É fácil falar dos outros, quando se nasceu privilegiado... ;)

    Por acaso, embirro sempre com dondocas dessas! :P

    ResponderEliminar
  3. Carlos, se ainda forem vivas, essas senhoras, provavelmente já perderam as "peneiras" e na volta estão a repetir aquilo que disseram em Londres, no tempo da fartura: "Ao qui´sto chegou".

    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. É isso mesmo, Teté!

    Essas senhoras, se ainda forem vivas, continuam a pertencer a uma classe privilegiada, votaram no Paulo Portas e nunca ouviram falar da crise.

    ResponderEliminar
  5. Não dizem nada que não tenham dito antes quando se pavoneavam nas ruas de Londres.
    Gentalha dessa nunca muda

    ResponderEliminar
  6. Se isso ainda foi antes do 25 de abril, provavelmente já nem se lembram onde fica Londres...

    ResponderEliminar