sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Os ínvios caminhos da Felicidade


O homem estava distribuir panfletos no Saldanha. Era apenas mais  um dos muitos que diariamente  desempenham essa tarefa. Normalmente não recuso, mas ia com pressa e passei por ele sem estender a mão para receber o rectângulo de papel. 
Por razões que não sei explicar, voltei atrás e recolhi o que aquele homem me estendia. Foi então que percebi que  escondia  um olhar profundamente triste no rosto por barbear. 
Retomei o meu caminho e comecei a ler:
Workshop “ Os princípios da Felicidade!” Sábado 1 de Setembro, das 16 às 20.
Pensei com os meus botões:
“Por que raio escolheram um homem tão triste para apregoar a Felicidade?”
Os meus botões responderam-me:
“Não percebes nada de publicidade!”

8 comentários:

  1. Ou será que a publicidade era enganosa? :)

    ResponderEliminar
  2. Ou então ele também foi convidado para o seminário...

    ResponderEliminar
  3. Acho que o triste distribuidor de panfletos foi o ideal! :-))
    As pessoas olhavam para ele e pensavam que era preciso mesmo ir a esse workshop para não ficarem assim! :-))

    ResponderEliminar
  4. Só mesmo quem fosse profundamente infeliz, precisaria aprender onde reside a Felicidade e estaria interessado em assistir a esse workshop.
    Não faria sentido ser uma pessoa com um ar radiante e felicíssimo a fazer a distribuição dos panfletos. Eles não apregoavam a Felicidade, mas sim a forma de a aprender a alcançar.

    CBO, tu percebes, e muito, de publicidade!!

    Beijinhos...

    ResponderEliminar
  5. Recursos da publicidade...
    Um grande bj querido amigo e bom final de semana

    ResponderEliminar
  6. O homem precisava de companhia para participar no workshop... A felicidade precisa de companhia :)

    ResponderEliminar