quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Cenas de Táxis



Já passa da meia –noite, o taxi circula no Marquês de Pombal respeitando as regras que devem ser observadas numa rotunda. Um jovem acelerado, num BMW topo de gama, circula por uma das faixas interiores e de repente, sem fazer qualquer sinal, guina para a direita para entrar na Av. da Liberdade, atravessando-se à frente do taxi e obrigando-o a uma travagem brusca.
Espero, naturalmente, uma reacção com insultos e impropérios ( eu faria o mesmo...) Surpresa! Impávido, o taxista limita-se a dizer-me. “Está a perceber porque é que acontecem muitos acidentes com taxistas aqui no Marquês? Sempre que precisamos de um pára choque novo, ou de reparar uma amolgadela, começamos a dar umas voltinhas ao Marquês até apanharmos com um tipo destes que nos paga o serviço. E olhe que não é preciso esperar muito tempo, basta circular na nossa faixa e não travar...”
Obrigado pela informação!
Nota: Recupero este post, escrito no CR em Maio de 2008, a propósito das alterações à circulação no Marquês

6 comentários:

  1. O oportunista procura a ocasião.

    "Quase que fiz um provérbio":)

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Carlos
    Há já perto de 3 décadas fui trabalhar para Lisboa como vendedor. Um provinciano em Lisboa a circular de Automovel era coisa complicada. Tenho estórias que chegam para escrever alguns capítulos de um qualquer livro de memórias.
    Mas de facto o que mais irritava eram os taxistas. Uma asneira e uma buzinadela. Safei-me de arranhar um Taxi.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  3. Voltei para mudar...

    O oportunista sem escrúpulos!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. E numa dessas o taxista acaba por não contar mais a história.

    ResponderEliminar
  5. Por norma é os taxistas que têm por hábito de terem prioridade em tudo quanto é sitio.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. Os taxistas têm má fama.
    Alguns, proveito.
    Mas é uma profissão tremenda.
    E são um manancial de informações!!

    ResponderEliminar