sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

A idade da inocência: quando fumar não matava!



Houve tempo em que fumar era aceite socialmente e mesmo chique. Nesse tempo a publicidade até usava as crianças para aconselhar a marca ideal para as suas mães.
As crianças, por sua vez, "fumavam" cigarros de chocolate, imitando os gestos dos adultos...

Muito mais tarde, começaram a dizer-nos que afinal fumar já não era chique. Passou a ser choque e, como não acreditámos, tentaram convencer-nos de variadas formas.
Assim....

ou mesmo assim...


Gastam-se milhões em campanhas antitabágicas ou com tratamentos para deixar de fumar  e os fumadores passam a ser vistos como criminosos.
Depois, apareceram os cigarros electrónicos, garantindo a sua inocência e prometendo prazer.
É MENTIRA, mas isso agora não interessa nada... porque o objectivo deste post é dizer-vos que no próximo domingo a Dona Redonda será a convidada da Rua dos Cafés e vem contar-nos uma estória que fala de cigarros de chocolate e de como eles podem criar outros hábitos não tabágicos
Cá vos esperamos, para mais uma animada conversa no próximo domingo.
Até lá tenham um EXCELENTE FIM DE SEMANA!

14 comentários:

  1. Olá, Carlos!
    E agora por aqui no Brasil, inciamos este mesmo processo com o álcool - bem mais nefasto devido à direção de veículos.
    Creio ser irreversível, todavia um longo e doído processo.
    Abraço sul americano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui também se está a iniciar um processo anti álcool, mas para já só para menores de 18 anos. Como sempre acontece em Portugal, é mais um conjunto de boas intenções que ninguém vai cumprir..
      Obrigado pela visita
      Abracinho

      Eliminar
  2. rsrs... Toda essa publicidade me passou ao lado ! :))
    Claro que fumei os cigarros de chocolate ! rsrs ... mas tive a grande sorte, por volta dos 12 ou 13 anos, de os meus amigos de infância pretenderem ser homens mais depressa e "ganhar personalidade, fumando !
    A verdade, é que, não havendo dinheiro sobrava a "barba do milho" !!!
    Fantástico !!!... à 2ª, 3ª ou 4ª tentativa tive que mandar a "personalidade" à fava e nunca mais fui tentado a fumar do verdadeiro tabaco, numa altura em que não se era homem, nem se era nada se não se fumasse ! :)))
    As vítimas foram as mulheres, que até aí se contavam pelos dedos de uma mão, entre todas as conhecidas e hoje ultrapassaram os homens no consumo do cigarro ! :(((
    "Elas" também queriam "ter personalidade" tal como os homens e os papeis inverteram-se para mal delas e para bem dos homens ! ! eheheh
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tive a mesma sorte, ( nem a mesma inteligência) Rui. Cheguei a fumar dois maços de cigarros por dia. Hoje fico-me por duas ou três cigarrilhas por dia, mas as marcas de anos a fumar ninguém mas tira
      Abraço e bom fds

      Eliminar
  3. Não me lembro de nenhuma dessas publicidades, embora me lembre bem de um anúncio da Camel, com um cowboy no deserto. E de outro que tinha um filtro que chocalhava e já não me lembro o nome. Mas é como tudo, mudam-se os tempos e mudam-se as publicidades... :)

    Então domingo cá estarei para ler a história da Dona Redonda! :D

    Até lá, bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse do cowboy no deserto não era da Marlboro, Teté? Do primeiro anúncio desta série que aqui publico também não me lembro, porque ainda nem tinha nascido :-)
      Um bom fds e até domingo!

      Eliminar
  4. ...não matava...engasgava!!!

    Cigarritos de chocolate "fumei" muiiiiitos!

    Tentei fumar aos 18 (LM)fraquinho , mas não consegui!

    Da publicidade não me lembro, pois só tive acesso a Televisão em 75.
    Não me lembro se havia publicidade na rádio.

    Beijinhos e um bfs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nessa atura a publicidade era mais nos jornais, em cartazes e layers, mas também havia na rádio, claro
      Tens sorte de não ter caído na tentação :-)
      Beijinhos e bom fds

      Eliminar
  5. Não compreendo porque é que acabaram os cigarros de chocolate. Comi bastantes e nunca tive o vício do Tabaco...

    adoro estes cartazes ;)

    ResponderEliminar
  6. A publicidade usava crianças, hoje começa-se a fumar em criança!

    Fui fumadora desde os meus 17 (já casada) até aos 46 anos, nesta altura fumava 3 maços por dia, mas por questões de solidariedade para com o Rodrigo (que o médico aconselhou a deixar de fumar, mas só aguentou 15 dias) eu deixei de de fumar 28 meses, voltei a fumar 3 meses, aí a tabaqueira recuperou bem o prejuízo que dei durante os 28 meses, a revolta comigo mesma fez com que eu voltasse a deixar, já lá vão 8 anos e desejo não ter recaída.
    bom fim de semana Carlos

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  7. Achei muito giros os primeiros cartazes.
    um beijinho e um bom fim-de-semana
    Gábi

    ResponderEliminar
  8. Please let me know if you're looking for a article writer for your site. You have some really good articles and I feel I would be a good asset. If you ever want to take some of the load off, I'd absolutely
    love to write some articles for your blog in exchange for a link back to mine.
    Please shoot me an e-mail if interested. Cheers!


    Here is my blog post :: Saphire Ecig

    ResponderEliminar
  9. As the admin of this web site is working, no question very shortly it will be
    famous, due to its feature contents.

    Feel free to surf to my blog; Apple stem cell serum review

    ResponderEliminar
  10. You are so cool! I do not think I have read through something like that
    before. So nice to discover another person with original thoughts on this subject.
    Seriously.. thank you for starting this up. This
    website is something that is required on the web, someone with a little originality!


    Also visit my web-site :: Power Precision Muscles

    ResponderEliminar