quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

É tudo muito relativo!...


Hoje, à hora do almoço, passo pelo Terreiro do Paço. As esplanadas estão muito bem compostas ( quase cheias) apesar do frio. Eu disse frio? Devo  estar doente! 
Como é que pode estar frio, se nas esplanadas há jovens apenas com uma  t-shirt, menos jovens em mangas de camisa e alguns, ainda menos jovens, que envergam  um casaco de malha por cima da camisa ou blusa? Ah, são turistas!
Mesmo assim estugo o passo, para que ninguém repare em mim, porque estou vestido como se estivéssemos em pleno Inverno.
Chego ao meu gabinete e instalo-me. Como sempre, estou  com a  janela aberta . Entra a Lígia. Não traz hot pants, mas sim uma camisola de malha de gola alta e calças de fazenda.
Que horror, este gabinete está um gelo!
 Podemos falar no teu gabinete, se preferires…
Entro no gabinete dela. O aquecimento  está regulado nos 35º. Um verdadeiro Inferno. Enfim, isto do frio é muito relativo…

8 comentários:

  1. Isso é mesmo uma grande verdade! Eu sou das que anda de manga curta (e já não sou das novas) desde que ande na rua mexendo-me. Não aguento temperaturas altas mas se fico muito tempo parada...claro que gelo!!!
    Assim se vê porque é que algumas pessoas estão sempre a dizer que os meteorologistas "nunca" acertam! :)))

    ResponderEliminar
  2. É relativo mesmo. Estrangeiros à parte, ontem vi uma senhora com todo o ar de portuguesa, bem posta, usando sapato aberto à frente e sem meias... Aquela não sofre de pés frios :)

    ResponderEliminar
  3. Não sou jovem como a Lígia, mas nestes dias em que vejo todos encasacados, eu tenho andado de t-shirt, isto enquanto ando nas minhas andanças, mas para o fim da tarde a coisa altera-se e jlá vou vestir um casaquito.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  4. Fui sempre muito friorente. Não me atafulho de roupa, não dispensando um bom agasalho, cachecol e luvas (nos dias mais frios).
    Detesto ambientes muito aquecidos...fico vermelha...como se tivesse ido ao "pipo":)))

    Janela aberta?

    Não há dúvida...é tudo muito relativo!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

  5. Não quero mais ouvir falar de frio... nem relativo nem para relativizar!... : ))))

    ResponderEliminar
  6. 35 graus?
    A cachopa está a precisar de aquecimento, Carlos.
    Isso é uma mensagem subliminar :))))

    ResponderEliminar
  7. É mesmo, Carlos.
    Vim recentemente de Belgrado, onde havia mesmo frio, e acontece que desde que cheguei, tirando as manhãs muito cedo, ainda nãosenti um frio por aí além.

    ResponderEliminar
  8. E se é relativo a temperatura exterior, o que dizer então da interior - das fúrias e das iras, dos amuos e das mágoas. Os termómetros são muito pessoais!...
    Um beijinho

    ResponderEliminar