segunda-feira, 11 de março de 2013

Canção da Primavera


Ontem encontrei a Primavera.Estava chorona, alagando a estrada e furiosa, derrubando árvores e telhados, com a força do vento que a acompanhava.
Já sei há muito que a Primavera tem mau feitio e é bipolar mas todos os anos, quando me reencontro com ela, traz-me a alegria roubada pelo Inverno e um sinal de esperança : Como este!

11 comentários:

  1. Viva a esperança!!

    Bo serão, amigo meu

    ResponderEliminar
  2. Pois se a pobre ainda não chegou?! Ainda faltam uns dias! Há que haver calma! Pois se nós aguentamos este "governo" vai para dois anos, como não havemos de aguentar mais uns diazitos até o Sol brilhar?!

    Mas a imagem é linda!!!

    Beijinhos (já) primaveris.

    ResponderEliminar

  3. Já lhe tinha ouvido chamar de muitos nomes e de lhe serem feitos diversos diagnósticos e prognósticos. Agora de bipolar :))))

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  4. Resta a esperança!!!

    Adorei a foto!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Este pequeno texto, límpido e inspirador, levou-me ao outro, o de 2011, que me deixou maravilhada. Puro talento literário o seu, Carlos. Parabéns!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Chegados a esta altura do ano estamos como ela... ansiosos pela sua chegada :)

    ResponderEliminar
  7. Por aqui não houve Inverno.
    Meia dúzia de dias mais frios, nada de especial, e o Inverno e esquecer Macau.

    ResponderEliminar
  8. "Primavera perdida no Palácio do Tempo" é um texto maravilhoso como já comentei no dia 9 de Fevereiro de 2011.

    Aqui ainda não canto a Primavera, choro sim, morrendo de frio.
    A neve cai sem cessar "na natureza e no meu coração".

    PS: Respondi ao seu comentário, Carlos, mas o que importa é o texto da Graça.

    ResponderEliminar
  9. O certo é que mais chorona ou mais alegre, ela volta sempre... :)

    E, por mim, estou disposta a dar-lhe um grande abraço de boas-vindas! :D

    ResponderEliminar
  10. Linda, linda esta fotografia.
    A Primavera está mesmo a fazer falta para nos revigorar.

    ResponderEliminar
  11. A Primavera inspira grandes palavras que aqui se lêem e também as outras que nos convidou a visitar.

    A Primavera ainda está por desabrochar este ano embora esteja tão próxima a sua entrada.

    ResponderEliminar