quarta-feira, 17 de abril de 2013

RM(2): Das Demoiselles d'Avignon ao Ford T


Em1906, ano em que a cidade de S. Francisco é abalada por forte terramoto e o Vesúvioentra em erupção, a noite de Natal vai ficar para a história da Humanidade - é nessa noite que, inesperadamente, nasce a rádio. A bordo de um barco, ao largo da costa de Nova Inglaterra, a tripulação escuta, atónita, um excerto do Evangelho de Lucas e uma gravação de Händel, acompanhada pelos votos de um Feliz Natal. O autor da proeza é Reginald Fessenden,um inventor canadiano que há muito sonhava com a proeza.
O estrondoso êxito da rádio, que haveria de marcar gerações ao longo do século, começa numa fria noite de Natal, mas aquecerá o Planeta durante décadas. Até ao aparecimento da televisão. Ao mesmo tempo,do outro lado do Atlântico, em Inglaterra, procede-se ao primeiro registo sonoro em filme, mas o ano não termina sem que a primeira máquina de fotocópiasveja a luz do dia e os pequenos almoços tenham outro sabor, com o aparecimento dos cereaisKellogs.
1907 vê nascer a máquina eléctrica de lavar roupa, mais uma invenção proveniente dos E.U.A., que recebe uma invasão de emigrantes da Europa do sul oriental. Ao chegarem a Nova Iorque, deparam com a Estátua da Liberdade onde está escrita a seguinte mensagem: “Vinde a mim, multidões cansadas e pobres com ânsia de respirar em Liberdade!” . Nascia assim, a publicidade à escala global. Mas o acontecimento do ano dá-se ainda em Paris, com a apresentação de um quadro de Picasso. O arrojo de Demoiselles d'Avignon provoca uma ruptura no mundo das Artes. Ali mesmo ao lado, um belga inventa um material revolucionário:a baquelite.
É chegada a altura de lembrar que a primeira década do século XX , apesar de alguma violência, foi bastante pacífica, com o fim da guerra dos Boeres e o fracasso da revolta dosBoxers. Ao contrário do que virá a acontecer um século depois, os europeus vivem em euforia e com desmesurada esperança no futuro, o que acabará por se reflectir no desenvolvimento das artes e das letras. Este período que mais tarde virá a ser apelidado de “Belle Époque”,terminará com a I Guerra Mundial, mas até lá Freud ainda tem tempo para desvendar os segredos do subconsciente.
Entretanto, enquanto a China se curva perante Pu Yi- o pequeno imperador que ainda não tem três anos quando sobe ao trono- , jovens turcos se sublevam contra o sultão Abdulhamit II e a Bósnia –Hergzovina é anexada pelo Império Austro-Húngaro, Portugal chora a morte do rei D. Carlos e do príncipe herdeiro Luís Filipe, assassinados pelos republicanos Buíça e Costa,dando lugar à subida ao trono do jovem D.Manuel II. Adivinhava-se o fim da monarquia com a ascensão da Carbonária a conquista da Câmara de Lisboa pelo Partido Republicano.



Estamos em 1908- cinco anos após ter nascido a Harley Davidson - e Henry Ford lança o FORD T, o primeiro automóvel para o homem comum. No mundo da moda é grande a agitação: as saias sobem até ao tornozelo, e os smokings e fraques destronam a velha casaca. Entretanto, um novo material para embalar alimentos aparece na Suíça- o celofane.Talvez não por acaso, é também neste ano que se assiste ao triunfo de Hollywood, onde Cecil B.de Mille roda o primeiro filme: “The Squaw Man”. Já tinha então nascido do outro lado do Atlântico e estava prestes a despontar para o estrelato um actor que viria a marcar uma época: Charles Chaplin dar-se-ia a conhecer ao mundo em 1915. A década termina com mais um invento destinado a facilitar a vida doméstica- a torradeira eléctrica. Não sem que antes um oficial americano ( Robert Peary) chegue ao Pólo Norte, o betão revolucione a arquitectura e as mulheres continuem a lutar pelo direito ao voto, o acesso ao trabalho e ao ensino superior. Mas isso faz parte de outra história, a que voltarei mais tarde.

6 comentários:

  1. Este é um dos raros quadros de Picasso que me agradam.

    Lembro-me de ter brinquedos em baquelite, que hoje não me parece ter grande uso.

    Amigo, que tenhas feliz dia.

    ResponderEliminar
  2. adoro esta cronologia!
    há dias encontrei um museu de torradeiras online achei curioso tem fotos maravilhosas, aqui fica para quem tiver curiosidade :
    http://www.toaster.org/museum.html .

    ResponderEliminar
  3. Lembrei-me do que disse Ford na época - doravante todas as pessoas vão poder escolher a cor do seu carro.
    Desde que essa cor seja preto :))

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito de alguns quadros de Picasso este é um deles.
    O facto de a República ter começado com sangue não poderia agoirar nada de bom, posto isto mais de um século depois :/

    Estou a ver que esta rúbrica vai ser mesmo de devorar :)

    ResponderEliminar