sexta-feira, 31 de maio de 2013

RM 27: o pecado mora ao lado



Enquanto em Nova Iorque se evoca Mc Carthy na peça “A Caça às Bruxas”, em Paris, Samuel Beckett está “À Espera de Godot”.
É pouco provável que Staline apreciasse o género, mas de qualquer modo, a sua morte em 1953 impede-o de assistir ao primeiro filme em Cinemascope, lançado pela 20th Century Fox . Quem não deve ter perdido pitada é Isabel II, que este ano ascende ao trono britânico, o que a deve ter impedido de ler o relatório Kinsey sobre “O Comportamento Sexual da Mulher”.
A vacina contra a poliomielite começa a ser testada em crianças em 1954, ano em que a loucura dos consumidores se volta para o rádio transistor de bolso, cuja comercialização acaba de ser anunciada. Os discos de 45 rotações e o gira discos portátil fazem também as delícias da juventude. Ali podem ouvir o primeiro single de Elvis Presley ( That’s all right Mamma).
Por cá a música é dada pelos “Cinco Violinos” do Sporting, que abafam o assassinato de Catarina Eufémia em Baleizão, durante uma greve de trabalhadores agrícolas.
O primeiro passo para a União Europeia fora dado em 1951, com a criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, mas é só com a entrada em vigor do Tratado de Roma (1958) que a CEE é criada. Nessa altura, já os países do Leste Europeu tinham assinado o Pacto de Varsóvia,(1955) como resposta à admissão da Alemanha Ocidental no seio da NATO.
“O Pecado mora ao lado”, garante a conspícua Marilyn Monroe, mas são os teddy boys quem revoluciona o vestuário com a moda dos jeans, enquanto choram o desaparecimento trágico de um ídolo (James Dean) que se haveria de transformar num mito.
Estamos em 1955 e, com a abertura da Disneyland, o mundo conhece um novo estilo de parque de diversões, que rapidamente se torna um ponto de interesse e romagem turística.

5 comentários:

  1. Cuecas de mulher de algodão branco, são sempre garantia de sucesso...

    ResponderEliminar
  2. Hahhhhh, a Marilyn e o Jimmy Dean!!!! O resto é paisagem...

    ResponderEliminar
  3. Gostei de saber as datas, é importante e eu não sabia.
    Já agora, eu sou do ano 56 e tenho 56 anos.

    bom fim de semana Carlos

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  4. Olá Carlos
    Tenho adorado viajar por estas tuas páginas de memória.
    É incrível a velocidade com que roda o mundo e tudo parece ter acontecido ontem.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  5. Parece que tudo isto se passou, ontem!

    Sinto-me um dinossauro...de jeans!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar