sexta-feira, 28 de junho de 2013

RM 43: Do cubo de Rubik à Internacional Consumista


Ainda agora começou a de´cada de 80 e já anda tudo doido! O Mundo inteiro de cubo (de Rubik) na mão, a ver se encontra uma cor para cada face. E o curioso é que este quebra cabeças em três dimensões, responsável pela febre que alastra pelo mundo ocidental, vem de onde menos se esperava. Do lado de lá do Muro, mais concretamente da Hungria. Será maldição vinda do Leste, pela vitória conseguida pelo Solidariedade na Polónia, depois da ocupação dos estaleiros Lenine em Gdansk? 
Enquanto Lech Walesa reivindicava a legalização dos sindicatos livres na Polónia, a AD ganhava as eleições em Portugal e o actor de cinema Ronald Reagan era eleito presidente dos Estados Unidos . Consequência imediata: Os filmes “O Tambor”, baseado no livro de Günther Grass ( vencedor do Óscar para o melhor filme estrangeiro) e “The Wall” , dos Pink Floyd, são um aviso de que algo se vai passar do lado de lá do Muro, mais para o final da década. Nessa altura, já Jean Paul Sartre, que morre em 1980, não estará cá para ver.
Em nome de Alá, o fanatismo religioso é pretexto para uma nova saga terrorista de âmbito internacional. Não é no entanto o Islão, mas sim a extrema direita, quem assassina monsenhor Óscar Romero em S. Salvador. Já Tito morre de velhice, provocando apreensão sobre o desenvolvimento geo-estratégico nos Balcãs que, bem ou mal, conseguira manter unidos na Federação Jugoslava.
1980 foi ano de Jogos Olímpicos em Moscovo. Os principais protagonistas, desta vez, não são os atletas, pois 63 países decidem boicotar os Jogos, como forma de protesto contra a entrada de tropas soviéticas no Afeganistão. Em 2008, a entrada das tropas chinesas no Tibete não vai despertar idêntica reacção. Não é de estranhar. Por esse ano ainda longínquo, a Internacional Consumista, eufemisticamente apelidada de globalização, fala mais forte, apesar de estar gravemente doente. Em 2008 já não há Muro de Berlim e a China é um país com um crescimento pujante, cujo mercado não se pode desprezar. Bem, mas regressemos a 1980...
A figura dos Jogos de Moscovo é um urso. Chama-se Mischa e, na cerimónia de encerramento, verte lágrimas que emocionam o mundo, num espectáculo coreográfico que marcou uma nova era nas cerimónias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos.
"Com um brilhozinho nos olhos", Sérgio Godinho anuncia a chegada do CD e o início das emissões regulares de televisão a cores a Portugal. Nos EUA a televisão vai entrar numa nova era com o arranque da CNN ( apelidada pelos seus críticos de Chicken and Noodle Network) que, meses mais tarde, dará ao mundo a triste notícia do assassinato de John Lennon.
O Japão passa a ser o maior produtor mundial de automóveis e a indústria americana do sector vive momentos difíceis.É a aplicação prática da história da cigarra e da formiga… enquanto os americanos desdenhavam a hipótese de nova crise petrolífera, os japoneses já se preparavam para ela há anos.

1 comentário:

  1. Foi nesta altura, três meses após a morte de Tito que fui pela primeira vez a uma cidade que agora me acolhe duas vezes por ano - Belgrado.

    ResponderEliminar