sábado, 20 de julho de 2013

Já não há canções de amor? (7)

Parece que já oiço alguém a dizer "Olhós Bigis"!
Claro que não podiam faltar. Quanto mais não seja para homenagear aquele belíssimo álbum "Odessa" Lembram-se?
Não é desse álbum a canção de hoje, mas  foi um estrondoso sucesso de Verão que se prolongou durante muito tempo e aqueceu muitos bailinhos de Inverno

7 comentários:

  1. Carlos, para homenagear os manos Gibs numa rubrica que fala de canções de amor eu teria escolhido antes o tema HOW DEEP IS YOUR LOVE.



    Beijinhos revivalistas
    (^^)

    ResponderEliminar
  2. Gostei!

    O louro, nesta canção o vocalista, é o único sobrevivente dos três , não é?

    Bom resto de sábado, amigo meu

    ResponderEliminar
  3. O álbum Odessa é um álbum excelente dos Bee Gees. Do excelente filme "Melody" e desse mesmo álbum, aqui fica "Give tour best"
    http://www.youtube.com/watch?v=k44FFUtEU2g
    É sempre um prazer reviver o paasado e a boa música de Pop/Rock entre 1965 e 1975, uma das melhores décadas musicais de sempre.

    ResponderEliminar
  4. Esta ,dancei-a (várias vezes)com o mesmo rapaz, no baile das caloiras no magistério.

    Era (modéstia à parte) girinha e com uns olhos verdes atraentes.

    Tempos idos...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Muito dancei ao som dos Bee Gees! E ainda hoje estive a ouvir uma música de "Melody", um filme para adolescentes raro, da época em que também eu era adolescente... :)

    Mas estou com a Afrodite, "How deep is your love" era um must dance, na geração seguinte... :D

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os Bee Gees e uma música do filme Melody está aqui no meu comentário. Embora goste imenso de "How Deep is your love" e isto tem a ver com as idades de cada um, "Massachusets" foi um sucesso estrondoso quando apareceu. Eu e um amigo meu tínhamos dois álbuns do grupo que eram campeões de audição nas festas de garagem, ainda os gira-discos era mono e tinham o altifalante na tampa! :))

      Eliminar
  6. Os BG eram essencialmente "dançáveis"...
    Mas que prazer era dançar ao som deles.

    ResponderEliminar