segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Já não há canções de amor?(28)



Ainda não tinha escolhido nenhuma canção portuguesa, porque tencionava dedicar-lhes  o mês de Setembro. No entanto, como não sei se será possível, fica aqui uma com presença obrigatória em qualquer colectânea de canções de amor em português. Com o aliciante especial de o videoclip incluir imagens de um dos melhores filmes portugueses de sempre.

8 comentários:

  1. Olá Carlos. Só para dizer que vou então juntar uma história à minha canção de amor. Deixo-lhe aqui o recado, porque não consigo fazer link do meu para o seu blogue. Ainda não consegui perceber bem porquê; mas lá chegarei com o tempo.

    ResponderEliminar

  2. Bem escolhida!
    Esta música é muito bonita. Só acho o refrão um pouco brusco e por isso não condiz com a doçura das outras partes da música.
    Cantei muitas vezes esta canção... e ainda a canto de vez em canto!
    :)
    Quanto ao filme, palavras para quê...!


    Beijinhos doces
    (^^)

    ResponderEliminar
  3. Goste-se muito ou pouco, José Cid deixa-nos um património muito valioso no que respeita à musica Portuguesa. Claro que teve fases
    Abraço Carlos.

    ResponderEliminar
  4. O filme da minha vida, embora não tenha tido o prazer de o ver no cinema, mas sim, em DVD.

    A menina também se chamava Teresinha.

    O refrão da canção é horrível.

    PS: Só vim aqui para relaxar, de resto estou afastada da blogosfera, por ter neste momento muito trabalho.

    ResponderEliminar
  5. O Zé Cid é aquele compositor que muitos gostam, mas não dizem que gostam, dizem que é piroso.
    O Zé Cid compõe muito bem, nomeadamente no tempo do "Quarteto 1111". Como letrista faz-lhe falta um Carlos Bê.

    ResponderEliminar
  6. Venham as canções em português... :)

    ResponderEliminar
  7. O filme sim, a canção não.
    Tenho uma antipatia natural com o Cid :(

    ResponderEliminar