segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Quem sabe?

Muitos leitores me têm perguntado se o On the rocks regressa. Sinceramente, nem eu sei...
Como vos disse há tempos, têm sido dias difíceis os deste tenebroso ano de 2014. Pouco propícios, por isso,  a manter o espírito que tentei cultivar neste blog.
Enquanto dentro de mim houver um mar encapelado que me não dá tréguas, não tenho condições para regressar. Enquanto à minha vida não regressar a tranquilidade e paz de que necessito, é preferível manter-me ausente.
Agradeço a todos os que têm manifestado interesse em saber novas do On the rocks. Prometo que, assim que as condições necessárias estejam reunidas, voltarei. Só não sei é se essas condições algum dia se concretizarão.
Por agora, fico-me por um até breve... 

8 comentários:

  1. Tem calma, Carlos!
    Seja lá o que for que te transtorna, vai resolver-se.

    Gostei de saber de ti.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Eu compreendo, Carlos.
    Também tenho tido dificuldade em manter o blogue ativo. Parece que a vida se complicou...

    ResponderEliminar
  3. "Não há bem que sempre dure nem mal que não acabe"

    Esperemos que esse mar encapelado se aquiete e volte a reinar a tranquila calmaria.

    O espírito com que foi criado o On the rocks, que nos deliciou com Crónicas feitas de retalhos de uma vida, não pode nem deve morrer na praia.

    Ficamos a aguardar com esperança em dias melhores, CBO!

    Janita

    ResponderEliminar
  4. Partilho essa tempestade de mar bravio, mas não podemos nem devemos dar a esta pandilha que está no Poder e arredores de nos destruírem e, por isso e por tudo o mais, temos que lutar, Carlos!

    Um abraço com todo o respeito que me mereces

    ResponderEliminar