quinta-feira, 15 de maio de 2014

Praia da Luz



Creio já aqui ter contado que o meu Algarve favorito se situa entre Lagos e Sagres. Nem sempre foi assim, mas hoje em dia, é nesse espaço que me reconcilio com o  Algarve. Gosto especialmente da pacatez da praia da Luz e do conforto de saber que, estando para aí virado, encontro a meia dúzia de quilómetros o bulício nocturno na  noite de Lagos. 
Por outro lado, gosto de passear de barco entre Lagos e Sagres, para desfrutar a costa, ponteada por pequenas grutas. E gosto de ficar a olhar para as estrelas nas noites límpidas, pois em mais nehuma região algarvia é possível contemplar o céu com tanto brilho estelar.
Nos primeiros dias de Maio fui até à Luz, reviver bons tempos que por lá passei nos finais dos anos 60. Uma noite, tagarelando com umas inglesas na esplanada do Luz Bay Club, comentávamos a pacatez da aldeia, onde apenas o esporádico latir de alguns cães e as risadas alcoolizadas de alguns estrangeiros noctívagos perturba o silêncio.  
Entretanto, uma outra inglesa ainda teenager,  se juntou ao grupo. Depois de uns minutos em silêncio para se inteirar da conversa, decidiu dar a sua opinião:
- É verdade, isto é magnífico! Parece um resort gigante!
Entreolhamo-nos em silêncio, mas creio que todos teremos pensado o mesmo: mais valia estares calada, miúda!

6 comentários:

  1. ~ Fiquei orgulhosa por homenagear o Algarve onde vivo e onde tenho as minhas raízes paternas.
    ~ A praia da Luz, era como uma das nossas salas de reunião familiar, onde se juntavam cerca de trinta pessoas!
    ~ Há meio século que os ingleses descobriram esta e outras aconchegantes praias.
    ~ Estamos há três dias com um forte vento do Levante, que agita fortemente a baía de Lagos e provoca um reboliço estranho na cidade e nas pessoas.

    ~ ~ ~ ~ Constatei que tem bom gosto. ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
  2. Possivelmente nunca esteve num resort.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. ~ Estou a despedir-me do seu espaço.

    ~ Se eu pretendesse publicar os meus escritos, teria aberto uma página minha.

    ~ Visito blogues com que simpatizo, porque previlegio a convivência, a cumplicidade e o companheirismo que pode proporcionar a blogosfera, onde tive a emoção de obter verdadeiros amigos que não dispensam a minha atenção.

    ~ Não ter a delicadeza de retorquir algumas palavras simpáticas, é um maneira de convívio que não me interessa de todo, pelo que, passe bem, Sr Carlos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. só entra quem quer, quem não quer fica à porta...

      Eliminar
    2. ~ Sr Anónimo, fica à porta quem tem vocação para porteiro que parece ser o seu caso, desde que não se identifique. ~

      Eliminar

  4. E o Algarve tão longe de mim... :(


    Beijinhos suspirados
    (^^)

    ResponderEliminar