sexta-feira, 26 de setembro de 2014

A verdade da mentira

Um advogado tinha 12 filhos. Precisava de sair da casa onde morava e de alugar outra, mas não conseguia por causa do montão de crianças. Quando dizia que tinha 12 filhos, ninguém queria alugar, pois temiam que a criançada iria destruir a casa. Não podia dizer que não tinha filhos, porque não podia mentir. É que os advogados não podem mentir!
Estava mesmo a desesperar, pois o prazo para mudar já estava quase no fim. Felizmente, porém, ocorreu-lhe uma ideia brilhante: mandou a mulher ir passear no cemitério com 11 filhos. Pegou no filho que sobrou e foi ver casas, juntamente com o agente da imobiliária. Gostou de uma e, quando o agente lhe perguntou quantos filhos tinha, respondeu que tinha 12. O agente indagou:
- Onde estão os outros?!
O advogado respondeu, com um ar muito triste:
- Estão todos no cemitério, mais a mãe.
E foi assim que conseguiu alugar uma casa sem mentir...
Moral da história:
Não é necessário mentir, basta escolher as palavras certas.

8 comentários:

  1. :) Não faltam aí pessoas com discursos cheios de palavras certas...
    xx

    ResponderEliminar
  2. Hummmmmmmmmmmmmm...o teu baú continua actual!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

  3. Moral da história: os advogados são exímios a mentir... dentro da legalidade!! :-)

    Beijinhos verdadeiros
    (^^)

    ResponderEliminar
  4. Dizem que 'com uma mentira se apanha uma verdade'
    no caso, quem duvida?
    rsrs

    ResponderEliminar
  5. Já conhecia, mas ri-me na mesma, rrrrsss


    Bom resto de dia, amigo

    ResponderEliminar
  6. Um bocadinho macabra mas tem sempre graça!

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  7. Os advogados sabem sempre dar a volta...

    ResponderEliminar
  8. Já conhecia.
    Mas dá para rir na mesma.
    E dá para perceber que a mentira pode ser um conceito MUITO relativo :)))
    Boa semana

    ResponderEliminar