segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Está nos livros (10)




" O meu marido trata-me bem  e gosto da minha filha"- dizia ela. "Pode dizer-se que sou feliz"
" Nesse caso, por que carga de água é que ela anda a dormir comigo?" Era essa a pergunta que ele fazia muitas vezes a si próprio. Por mais que pensasse no assunto, não chegava a qualquer conclusão.De resto, nem sequer era capaz de perceber o que queria ela dizer quando dizia que não tinha problemas de espécie alguma. 
Por mais de uma vez, chegou a pensar em ter uma conversa com ela sobre o assunto, mas não sabia bem como abordar a questão. "Visto que és assim tão feliz com ele, porque é que vais para a cama comigo?" Obviamente  que não era pergunta que se fizesse. O mais certo era ela desatar num pranto.
( Haruki Murakami in "A Rapariga que inventou um sonho")

2 comentários:

  1. Gosto de Murakami. Ainda não li esse. :)

    ResponderEliminar
  2. ...quiçá o "tratar bem" não fosse o suficiente...
    Vidas duplas!!!

    Aguçaste-me a vontade de o ler!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar