segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Dezembro sentido


Desde há uns anos que é assim que me sinto quando começa Dezembro. Só consigo extinguir o incêndio  no dia 26, mas fico em fase de rescaldo até Janeiro. É nos primeiros dias do ano que volto a aceitar a ideia de que  não vou recuperar as pessoas com as quais fazia sentido celebrar o Natal.

10 comentários:

  1. Estou no mesmo caminho...tudo mudou o ano passado.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Ficar viúva aos 38 anitos, perder meu netinho, minha irmã, minha sobrinha, meu pai, não, não consigo gostar do mês de Dezembro, mesmo sendo o mês em que nasci.
    Anseio pelo dia 2 de Janeiro.

    Beijinho e uma boa semana

    ResponderEliminar
  3. Revi-me neste texto... a sério! Obrigada.

    ResponderEliminar
  4. Acho que, nestes momentos, esses sentimentos são naturais, Carlos
    Natal é celebração.
    E só faz sentido celebrar com algumas pessoas.
    Quando deixam de estar presentes, essa celebração não faz sentido nenhum.
    Celebrar a saudade?

    ResponderEliminar
  5. Não podia estar mais de acordo. Fica a saudade de maravilhosos Natais do passado, mas até isso não ajuda nada, apenas aumenta a ausência de um espírito que se perde ano após ano, substituído por uma onda de consumismo.

    Uma referência ao livro que dá o nome à postagem e que vou ler, muito, mesmo muito em breve.

    ResponderEliminar
  6. ~ ~ Natal deve ser tempo de PAZ, de generosidade e de partilha.
    ~ ~ Praticar desta maneira o Natal, é honrar os que partiram.
    ~ ~ Também é época de preservar as tradições da famíia, passando o testemunho...

    ~ ~ Para todos, um Dezembro muito sereno, terno. edificante e, se possível, ditoso.

    ~ ~ ~ Abraço amigo. ~ ~ ~

    ResponderEliminar
  7. O mês de Dezembro faz-me reavivar ainda mais uma dor infinita!

    Abraço

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  8. Dezembro, talvez pelos dias mais curtos, é dono de longas noites de memória.

    ResponderEliminar