quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Pronto, já está!


Não vou fazer concorrência ao Zuckerberg, mas decidi que este ano  informaria os meus leitores dos livros que vou lendo.
Urge, porém, dar uma informação prévia: como amante de contos e crónicas, é esse tipo de literatura que privilegio nas minhas múltiplas viagens de Metro. No entanto, vou alternando entre vários livros do género. 
Neste início de ano  dois  autores me têm acompanhado, juntamente com o passe social: Bukowsky e Mário de Carvalho.
O primeiro é um autor perigoso para se ler em viagens de metro, por força do incómodo provocado pelos companheiros de viagem -  mas sobre isso escreverei em devido tempo  crónica apropriada.
Já Mário de Carvalho – um dos meus autores portugueses contemporâneos de eleição-  pode ler-se sem quaisquer preconceitos, porque escapa aos olhares indiscretos dos co-passageiros.
“ A liberdade de pátio” foi o primeiro livro que terminei este ano.   São sete contos pautados pela escrita magnífica e esmerada de Mário de Carvalho, que se lêem facilmente entre as estações de origem e destino.
Ao contrário do que acontece frequentemente, não foi o conto que dá título ao livro o que mais me cativou. Apesar de ser interessante, fica muito aquém  de “As estátuas de sal”, um conto vibrante onde muitos leitores são convidados a revisitar a  adolescência vivida durante os alvores de Abril, projectada na idade da reforma.
Muitos encontrarão outras preferências entre os sete magníficos contos do livro, mas esta é a minha escolha. 
O primeiro livro do ano está terminado. Venha o próximo.

6 comentários:

  1. Eu também comento todos os livros que leio, no meu blog.
    Tenho cá para ler vários do Mário de Carvalho mas ainda não li nenhum.

    ResponderEliminar
  2. Em 1995 o meu falecido marido fazia quimioterapia e eu lia para ele "Um Deus Passeando Pela Brisa da Tarde" de Mário de Carvalho.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Tive o prazer de o conhecer e de ler amiúde quando estava na Universidade. Um Bom Escritor !

    ResponderEliminar
  4. ~ ~ Fico sempre muito grata por este tipo de partilha. ~ ~

    ~ Fico desapontada de mais com um livro sem graça que terei que trocar a peso!!

    ~ ~ ~ Ótimo fim de semana, Carlos. ~ ~ ~
    .

    ResponderEliminar
  5. O meu ano começou mal.
    Tinha planos para voltar aos livros, mas a doença alojou-se na família...mãe, pai e neto.

    A vontade não é nenhuma.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar