quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Uma pergunta ( indiscreta) às mulheres portuguesas

Pergunta às mulheres portuguesas ( e brasileiras, vá lá, porque também passam por aqui algumas)

Como é que vocês se sentiriam se o vosso namorado vos deixasse por terem faltado ao aniversário da Mãe?

a) Arrependida ( porque devia ter sido mais compreensiva)
b) Liberta ( porque estava farta do gajo e agora posso partir para outra)
c) Aliviada (por ter descoberto a tempo o carácter do gajo com quem pensava casar-me)
d) Furiosa ( o tipo fez passar na comunicação social que me tinha deixado por eu não ter ido à festa de aniversário da mãe, mas andava era a por-me os palitos com outra e arranjou um pretexto)

Esclarecimento: Para quem ande distraído, esclareço que esta pergunta surge na sequência do rompimento entre CR e Irina, alegadamente provocado pela ausência da modelo russa na festa de aniversário da D. Dolores. 

12 comentários:

  1. e) Nunca aconteceria porque claro que jamais iria faltar ao aniversário da mãe dele! (claro, desde que me convidasse, e estivesse no mesmo país ou tivesse transporte para onde ela estivesse :)

    ResponderEliminar
  2. Mandava-o dar uma volta!!! Eu faltei aos 50 anos de casamento dos meus sogros - fui para Barcelona ou não sei para onde, já não me lembro - e nada aconteceu. Era mesmo o que mais faltava!!

    ResponderEliminar
  3. Eu escolhia a hipótese E) Descrente ( porque esta é mais una notícia especulativa por parte de jornalistas que quando não sabem a verdade; inventam! )

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SUBSCREVO o comentário da JANITA!!!

      Eliminar
    2. Obrigada, Teresa!

      Haja, quem me subscreva! Ehehehe

      Um abraço, amiga de longe!

      Janita

      Eliminar
  4. O padre que me casou, nas vésperas da cerimónia, quis falar comigo e com a minha mulher separadamente.
    Uma das coisas que me disse, e que ainda hoje lembro porque faz todo o sentido (muitas eram para esquecer), foi que casamento é adeus aos pais.
    Na nossa vida vamos experimentando amores maiores - primeiro, os pais; depois, a mulher/marido; depois os filhos.
    Misturar os pais com o casamento, ou uma relação amorosa semelhante, tem normalmente este resultado.
    O Luís Sequeira (o padre) tinha razão.

    ResponderEliminar
  5. A minha resposta seria sempre a C, obviamente.

    Quem me arranjou problemas sérios nem foi a sogra , mas as cunhadas.No entanto, a maior responsabilidade da situação foi da criatura com quem estupidamente casei e tive o meu único filho.

    Bom dia, amigo.

    ResponderEliminar
  6. NUNCA faltei ao aniversário da minha sogra ou do meu sogro, mas caso faltasse, o meu marido nunca me deixaria por causa disso.

    ResponderEliminar
  7. Em condições normais, ir ou não ir a uma festa dessas nunca seria motivo para discórdia, ou melindre...
    No Caso do CR, é evidente que os desfechos são provocados por mil e uma coisas e o deles ficará, e bem, no segredo dos deuses!

    ResponderEliminar
  8. Nunca me imaginei nessa situação.

    Aliás foi o pretexto arranjado para o que já estava decidido.
    Notícias sem interesse!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

  9. Cada um sabe da sua vida, é apenas o que posso dizer.

    Custa-me ver a vida privada de alguém devassada na imprensa e comunicação social em geral. Não "dou pra esse peditório".

    Beijinho
    (^^)

    ResponderEliminar