quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Vidas normais



Não, este post não é sobre o magnífico filme de Mel Ferrer ( Contos de Uma vida Normal) em sobre o livro de Charles Bukowski  ( Histórias de loucura normal), embora sobre este escritor germano-americano ande a pensar escrever um post desde que acabei de ler o seu último livro
O tema deste post é sobre  uma dúvida metafísica que me tem atormentado nos últimos tempos.
Sempre que as televisões querem saber a opinião dos vizinhos de um homicida, um incendiário, um violador, ou um bêbado que “cometeu um acto tresloucado”, sou surpreendido por declarações que entroncam num denominador comum: "ele/ela era uma pessoa normal e  tinha/levava uma vida normal".
Quando as revistas cor de rosa entrevistam uma qualquer estrela emergente, há a pergunta sacramental: como é que a fama mudou a sua vida?
E a resposta, quiçá já padronizada por agentes de estrelas emergentes, salvo raras excepções, é: sou uma pessoa normal, igual às outras, e continuo a levar a minha  vida normal.
Ora a minha dúvida metafísica, que gostaria ver desfeita pelos meus leitores é a seguinte: 
- Mas que raio é ter uma vida normal? 
E já agora, mais difícil ainda: o que é uma pessoa normal? 
Eu serei uma pessoa normal? E o leitor sente-se uma pessoa normal?
Espero que compreendam o problema. É que com tanta gente normal eu, que nunca matei, não sou incendiário, violador, nem pedófilo e muito menos uma estrela, começo a pensar se não serei uma pessoa anormal. E o pior é que começo a acreditar que não ser normal é uma boa notícia. Pelo menos para mim.

6 comentários:

  1. Uma dúvida que também me acompanha!

    Beijinhos normais de anormal.

    ResponderEliminar
  2. Quando dizem normal não quererão dizer sensaborona???
    Passo!

    ResponderEliminar
  3. ~ ~ ~ Kkkkk... kkk...

    ~ ~ Se bandido fosse esquisito, não fazia mal a ninguém. ~ ~

    Beijos amigos, com votos dum fim de semana muito agradável.
    ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Majo. Um excelente FDS também para si
      B eijinho

      Eliminar
  4. Como me senti sempre como um peixe fora d'água sou anormal com todo o gosto!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar