sexta-feira, 17 de abril de 2015

Nunca interrompam as crianças





O Joãozinho achou tão excitante o que tinha visto que não se conteve e correu para casa contar à mãe.
- Mãe! Mãe! Eu estava no pátio da escola, quando vi o carro do pai ir para o bosque com a tia Lídia. Fui atrás para ver. O pai estava a dar um grande beijo na tia Lídia. Depois ele ajudou-a a tirar a blusa, depois a tia Lídia ajudou o pai a tirar as calças e depois a tia Lídia...
Nesse ponto, a Mãe interrompeu-o e disse:
- Joãozinho, essa é uma história tão interessante, tão interessante,que vais guardá-la para contar à hora do jantar!... Quero ver a cara do pai, quando lhe contares tudo isso, logo à noite.
Ao jantar, a mãe pediu ao Joãozinho para contar a história.
- Eu estava a brincar no pátio da escola quando vi o carro do pai ir para o bosque com a tia Lídia. Corri para ver. Ele estava a dar um grande beijo à tia Lídia. Ajudou-a a tirar a blusa e a tia Lídia ajudou o pai a tirar as calças e depois a tia Lídia e o pai começaram a fazer as mesmas coisas que a mãe e o tio Jacinto faziam, quando o Pai estava na tropa!

Assinalou-se esta semana o Dia Mundial do Beijo, para o qual tinha programado dois posts. As mortes de Gunter Grass e Eduardo Galeano obrigaram-me porém, a um reagendamento e só publiquei um. 
Hoje recuperei este.
Tenham um excelente fim de semana

8 comentários:

  1. Eis a idade da inocência!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. LOL!
    Que grande surpresa :)))
    Bom f.d.s.
    xx

    ResponderEliminar
  3. Cada dia mais respeito as crianças! rsrs

    ResponderEliminar
  4. Isto com as criancinhas nunca é de fiar... :)))

    ResponderEliminar
  5. Não o deixaram chegar ao fim da história deu caca da grossa :)))

    ResponderEliminar
  6. Pois, tratando-se do Joãozinho a mãe devia tê-lo deixado contar a história toda antes :)

    ResponderEliminar