domingo, 24 de maio de 2015

Parece que foi ontem...




Esta semana fez 91 anos e, no início do mês, gravou um disco de originais.
O tempo parece não passar para este arménio de voz rouca que encantava novos e velhos nos anos 60. Parece que ainda foi ontem!

6 comentários:

  1. Inesquecível!
    Gosto, praticamente , de todas as suas canções.

    Também gosto imenso da " Mourir d' aimer".

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Tive o gosto de o ver e ouvir há cerca de oito anos em Lisboa...

    Fica bem, amigo

    ResponderEliminar
  3. Pois, para mim ele já era "velhinho" quando eu era miúda. Mas que parece que ainda está aí para as curvas, lá isso... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Curioso, já quase me tinha esquecido dele, o que seria injusto, pois as suas músicas foram grandes êxitos.
    Recordo uma que, salvo erro, foi proibida, na altura, na Rádio Renascença, pela sua letra considerada obscena e que é uma canção lindíssima - "Aprés l'amour" https://www.youtube.com/watch?v=Yt1J9SHo9DE

    ResponderEliminar
  5. Grande voz, grandes temas. Gosto imenso.

    ResponderEliminar