quarta-feira, 8 de julho de 2015

Esta é de ir às lágrimas...





Esta era das tais  que eu aguardava com ansiedade nos bailes de garagem e estava sempre destinada para a menina que eu andava a catraspicar. 
Não me lembro de mais nenhuma canção do Michel Plnareff, mas esta provocava-me cá um sufoco...
E reparem como o videoclip era arrojado para a época!

11 comentários:

  1. ahahaha, a mais esperada, era muito boa porque era um slow muiito grande :)))
    Lembro-me vagamente.
    xx

    ResponderEliminar
  2. Uauuuuuuuuuuuuuuuuuuuu...uma das que me traz óptimas recordações. Em tempos idos...muito idos...tinha sempre os rapazes mais cobiçados a virem-me buscar para dançar...
    Hoje, continuo a adorar música francesa e italiana.

    Obrigada pelos bons momentos que me fazes recordar...

    P.S. Esta, vai para o Face!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Lembro-me de Michel Polnaref, mas não recordo a canção!
    Também este loirinho não fazia o meu género, pelo que nunca me levaria às lágrimas!

    Sempre gostei de rapazes morenos, tipo Marcelo Mastroiani...Bom também adorei o James Dean... Pois, não eram cantores, mas encantavam!!

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca gostei dos morenos, Janita, mas o Marcelo era uma brasa... e um excelente actor.

      Pois bem, o Michel nunca me levaria às lágrimas, mas para a cama.

      Eliminar
    2. Ehehehehe...Quem me levou às lágrimas, foste tu, Teresa!! :)))

      O mocinho agora deve estar feito num caco!! Não te servia para nada.... eheheh

      Janita

      Eliminar
    3. Não tinha lido a tua resposta, Janita.

      Eu ainda não estou um caco, mas para lá caminho...

      Desde o dia em que perdi o meu querido loiro, já nada me interessa.

      Eliminar
    4. Desculpa tu, a minha parvoíce. Teresa! Quando escrevi aquilo nem me ocorreu a tua perda! Lamento!

      Um abraço.

      Janita

      Eliminar
    5. Não tens nada que pedir, desculpa, Janita, eu é que dei uma resposta atrevida, embora tenha um cunho de verdade. Quando eu era menina e moça adorava os loiros.

      Agora escrevo só bricadeiras para esconder a minha dor.

      Abraço-te a ti, Janita e ao nosso amigo Carlos, pedindo desculpa de abusar do crónicas on the rocks.

      Eliminar
  4. Não conhecia.
    Mas é do estilo Art Sullivan
    A música e o caramelo :))

    ResponderEliminar