quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Isto é Lousã

 Regressamos  ao périplo pelas aldeias de xisto da Lousã. Sem legendas porque as fotos esclarecem os caminhos por onde andámos. Chamo apenas a vossa atenção para a aldeia de Talasnal. É que ali passou-se uma cena assaz curiosa que contarei durante o fim de semana nas Crónicas do Rochedo..Espero que a viagem vos agrade.
































12 comentários:

  1. Andei por lá no início de Outubro e tirei montes de fotografias que ainda não calhou mostrar lá no meu espaço. Muito bonito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas são do início de Setembro, Graça. Apanhei muito calor, mas valeu a pena.

      Eliminar
  2. E muito bem ilustrada ficou aqui a importância desta terra se chamar ´Lousã'.
    O Carlos, está a ficar um fotógrafo de mão-cheia e de encher a vista ( sempre fica melhor do que 'olho' )
    A primeira foto mostra-nos a brilhante ideia de um habitante orgulhoso da sua terra. Muito gira.

    Bom feriado, recuperado!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fui um fotógrafo razoável, Janita, mas o digital tirou-me um bocado o prazer da fotografia e a minha máquina é fraquinha. Mas tem a vantagem de ser portátil...

      Eliminar
  3. E pensar que este espaço esteve durante muito tempo em ruínas e abandonado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe, Pedro, mas a que espaço se refere? Às aldeias de xisto em feral, ou ao Talasnal em particular?

      Eliminar
  4. Magnífica reportagem!
    Se pudesse mudava-me para uma aldeia dessas de vez.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito que aguentasses por lá muito tempo, Elisa, No Inverno a vida ali é dura. Além de ser muito frio,
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Lindo, lindo.
    Eu tenho um desejo muito grande de voltar para a Província.
    Este cenário. conheço-o de passeios nas férias de Natal, era criança e embora andasses sempre aos saltos lembro-me do frio de rachar!!!
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Também em tempos criei a ilusão da mudança. E toda a casita que via me parecia boa para mim, dava comigo a invejar a ida da outra gente. Mas se as casas mudam e nós somos os mesmos, para lá levaremos tudo.

    Achei a reportagem elucidativa e mostra lugares que jamais vi. E isso basta para ganhar com a visita.

    ResponderEliminar
  7. A mim, parecem-me espaços de outro mundo...
    Gostei de ver, Carlos.
    Um Dezembro saudável e feliz.
    Abraço afetuoso.
    ~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  8. Há recantos lindos neste nosso Portugal.
    Recordo-me de um passeio que dei há muito por essa zona do país, mas nessa altura não se tiravam as fotografias com a facilidade com que se tiram agora... por isso as recordações que guardo são muito poucas.
    Obrigada por me ajudar a recordar.

    Beijinhos escritos a Giz
    (^^)

    ResponderEliminar