quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Entre muralhas


Continuamos bem a Norte


Hoje vamos até à cidade fronteiriça Valença


Sem comentários
Deixo-vos apenas a desfrutar o passeio pelas ruas da cidade muralhada







E a repousar a vista sobre o Minho, com Espanha em fundo



Se quiserem comprar uns caramelos espanhóis, é só atravessar a ponte, porque Tuy está mesmo ali ao virar da esquina.

9 comentários:

  1. Obrigada pelo passeio.
    Que 2017 traga muita Alegria e ... passeios!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Rosa. Que tenha um excelente 2017 com muita saúde e alegria.

      Eliminar
  2. O edifício dos Paços do Concelho, a Casa Azul de Valença do Minho.
    Lindas imagens impossíveis de não se conseguirem por essas bandas e que boas recordações me trazem.

    Num outro dia em que eu e o Rodrigo saímos de Ponte de Lima sem destino para almoçar (como sempre acontecia) acabamos por essas bandas, depois de um almoço que se prolongou bastante a comermos bem e bebermos melhor, fomos a Pontevedra e outros locais, por fim já noite acabamos em Tuy onde se perdemos, não dávamos com a estrada para sairmos para Portugal, depois de tanta volta lá numa rua qualquer em Tuy, vimos um tipo na casa dos 30 anos, o Rodrigo parou o carro, eu saí, dirigi-me a ele para pedir ajuda, mas assim que o tipo me vê a caminhar na sua direcção, desata a correr e a olhar para trás (para mim) eu insistia em falar, mas ele fugiu e nunca mais o vimos, quando volto para o carro o Rodrigo estava perdido a rir, nem conseguia falar, eu fiquei à toa e disse ao Rodrigo, "porra, sou assim tão feia" e o Rodrigo respondeu, "não querida, nós estamos em frente do portão do cemitério".

    Carlos peço desculpa, mas eu e o Rodrigo temos tantas histórias engraçadas em Espanha, Alto Minho, Trás os Montes, a melhor aconteceu em Vieira do Minho, enfim, resta-nos as recordações.

    Beijinho Carlos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho-me deliciado com as vossas histórias por terras nortenhas. Não tenho grandes fotos de Vieira do Mino, mas vou ter de arranjar...
      Que tenham um feliz 2017, Adélia.

      Eliminar
  3. Uma beleza estas fotos todas, Carlos!

    Passei muitas vezes por Valença sem sequer parar. O móbil da viagem era chegar a Tuy. No tempo em que o escudo valia o dobro da peseta... Comprei mais do que caramelos, muitos pirexs que ainda andam por aqui, bacalhau, quando por cá estava escondido para ser vendido a preço livre. Quase valia ouro...Outros tempos, dos quais até nem guardo saudade.

    Boas entradas em 2017, Carlos. Muita saúde, alegrias e tranquilidade.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Aconteceu o mesmo comigo, Janita. Até escrevi um post sobre a aventura que era atravessar a fronteira para ir a Vigo. Eu não fazia compras, nessa altura, isso ficava reservado aos meus pais.
    Bom ano de 2017 também para si, om muita saúde e alegria. Abraço e até 2017

    ResponderEliminar
  5. Bonita e muito bem arranjada.
    Faz o meu género.

    ResponderEliminar
  6. Fui uma vez a Valença e não me lembro de nada. Talvez só tenhamos passado. Parece bonita e com gente a mais. Mas a vista de Espanha e do rio são agradáveis. E ainda que já nada ali se compre ou valha a pena trazer, passear por Espanha vale sempre a pena, é outra cultura. Também já me aconteceu andar às voltas para atinar com o caminho de Portugal.

    ResponderEliminar